Todos os Direitos Reservados © Fata Morgana SPA

28 de novembro de 2008


Há o luzeiro que ao longe avisto e não me faz sorrir.

Está no meu caminho, sim, mas não me sossega,
não me alumia as trevas do porvir e sim as do caminho já percorrido.

Se o vejo é porque estou parada e a olhar para trás.

Assim que decidir continuar terei de rasgar outras e desconhecidas trevas escuríssimas que começam no meu rosto e se estendem para diante.

© Fata Morgana

Imagem: Liliana Sanches

49 comentários:

Alisson da Hora disse...

passar das trevas à luz (ou o inverso) talvez percorra, muitas vezes, o caminho ignoto de uma mão e uma taça de vinho...

e tudo corre o risco de derramar-se...

abraços...

a.h.

bat_trash disse...

Et lux perpetua luceat eis !

Ameno-Era
Bat Kiss.

bat_trash disse...

clara escuridão...

Gotik Raal disse...

Morgana,

Um texto cheio do teu muito próprio "Claro Obscuro". Espero que consigas reabrir as portas do teu outro Castelo, um dia.

E ainda que as trevas te ensombrem os caminhos, não deixa de ser digno de nota que estas não regressem àqueles que já trilhaste..

Um beijo,
Gotik Raal

Morgana La Folle disse...

A.H.

Juro que tou sóbria! E... e quando escrevi... hic!... também tava!!!
8)

:)))

Agora a sério:
Sim, talvez por vezes o caminho pudesse ser esse, numa outra história. Aqui trata-se de vigília, susto, lucidez. E loucura, também, na forma hiper-lúcida.

Beijo*

_____________________

Bat,

Adorei a música! Obrigada por a teres deixado aqui.

Achaste clara a escuridão... Fiquei a perguntar-me como.
Terás feito a mesma leitura que o Gotik?

Beijo grande, morceguinha.

______________________

Gotik,

As portas do outro castelo estão abertas, sempre abertas, e quem quiser pode subir e romper as teias de aranha e descansar nas camas, ler na biblioteca e comer o que encontrar na dispensa. Os fantasmas são estranhos, mas sobretudo inspiradores. Eu é que não tenho estado lá. Mas todo o lugar me tem inteira.

E puseste o dedo na ferida - e se calhar a Bat também pôs! - ao dizer que o passado não se encheu de trevas. O mal está só no ter de dar meia-volta. Ou não ter. Ou andar um bocado aos tropeções no escuro e de repente ver outro luzeiro à frente. Recuar é que não pode ser.

Um beijo*

Paradoxos disse...

Por momentos habitei... Durante a leitura e depois dela...
Teu/nosso albergue inspira-dor!
Beijão em ti amiga!

Daniel Aladiah disse...

Querida Fata
Como as palavras são fantásticas, porque reflectem o que cada um imagina ser verdade, fazendo leituras personalizadas. Esta é a riqueza da literatura. Eu também imaginei a minha história sobre o teu texto... e nele somos nós que decidimos quais são as personagens e os enredos... ;)
Um beijo
Daniel

0.04 disse...

bonito o vestido
de trevas

Morgana La Folle disse...

Edu Amigo,

o "teres habitado" é um elogio grande que me fazes :)
Gosto muito do que dizes, sobretudo o "como" dizes.

Beijo grande

_______________________

Daniel,

eu sempre preferi a escrita que permite várias leituras, desde que se pressinta que há uma que é íntima e... a verdadeira.
Gostava de ouvir a tua história destas palavras :)

Um beijo

_______________________

0.04

sim, um vestido mágico.

akasha disse...

Nessa seqüência de imagens da Liliana Sanches a figura feminina é extremamente parecida contigo: maneira de vestir, cabelo, corpo...
Portal Wicca? Pode. sabes que não fiz com essa intenção. O objetivo inicial era só pesquisa de poemas e mitos celtas.Porém na continuação o blog acabou por se delinear como um portal.

Beijos.

O exterminador disse...

Já fiz a mudança no post e deixei o recado mais genérico. Havia esquecido de editar aquele post.

Beijos.

bat_trash disse...

Eu já havia comentado com o Gotik que há uma pedra a comprimir meus pensamentos. Então terminada a leitura deixei apenas a frase com minha primeira impressão do texto.Se não fosse a rajada brainstorning nem conseguiria comentar.

Bat Kiss.

Gothicum disse...

"Nas grandes adversidades a alma nobre aprende a conhecer-se melhor."
(Friedrich Schiller)



Passei por aqui através do blog do blog de Leto of the Crows e ainda bem. O pouco que li está excelente. Abraços.

Morgana La Folle disse...

Akasha,

concordaste com o Portal, que bom. Então vou trocar-te para os Caminhos ;)
Tenho de ver as outras imagens da Liliana Sanches. Mas tu achas sempre as meninas bonitas parecidas comigo :)))) isso é por seres uma bruxinha muito minha amiga.
E eu também gosto muito de ti!

Beijos

_______________________

Olá Exterminador.

Em condições diferentes eu também não me lembraria. Mas tenho aquele texto desde que houve aquele outro plágio de que te falei, e de repente lembrei-me que tinha acrescentado uma introdução antes do texto da lei, e que era um "recado" para a LB. Tu tinhas dito que retirarias todas as referências e eu lembrei-me que ainda havia essa. E eu prometi ajudar ;)

Beijos

________________________

Bat,

não sabia disso da pedra a comprimir os teus pensamentos... mas olha que não parece nada, mesmo nada, ou então é uma pedra com propriedades muito boas.

Bat kisses***

________________________

Bem-vindo, Gothicum,

e obrigada pela citação.
Volta sempre.

Frankie disse...

Sabes, querida?
No meio das trevas que têm dominado a minha vida -e a minha alma- desde que me conheço, há um momento um momento de luz...
Sei que esta recordação não é real; que houve outras luzes, pequenas lamparinas de azeite, ou velas de cera, pirilampos volteando na noite.
Houve outras luzes, sim. Mas eram fracas; demasiado fracas e rapidamente foram engolidas pelo nigredo.
aquele luzeiro se manteve aceso.
Por isso, às vezes dou por mim parada, à beira do caminho, alheia à passagem do tempo, olhando-o à distância... Distância que gradualmente foi aumentando e que não mais me deixa sentir o calor aconchegante daquela chama.
Não sei porque o faço.
Talvez para lembrar que um dia fui menina e saltei fogueiras sem medo; ou para (re)lembrar que nem sempre as trevas me rodearam.
Seja como for, limito-me a olhá-lo, de longe, cada vez mais de longe, à medida que prossigo o meu caminho, ragando a escuridão que me precede.

Sabes?
Acho que, no fundo, olho-o na esperança de, um dia, não o encontrar mais; de se ter extinguido, como todos os outros...

Morgana La Folle disse...

Frankie,

se eu fosse a ti, seguia um desses pirilampos volteando na noite.
Parece um dos mais promissores sinais de outro luzeiro :)

Mas não deixo de te dizer outra coisa, que penso realmente: é no coração das trevas que nos encontramos de verdade.

Depois só temos de saber se somos seres solitários por natureza ou não. Se somos, estamos bem a sós connosco e a escuridão é uma amiga, nunca precisaremos de máscaras. Se não somos, depois desse encontro íntimo, a sós com o nosso rosto sem máscaras, devemos seguir o luzeiro, sem jamais esquecer o que vimos debaixo da máscara.

Mas tu sabes isto, pois sabes?

Beijo grande*

Frankie disse...

Parece um dos mais promissores sinais de outro luzeiro :)
Vês porque é que eu gosto de ti?
Entendes-me; lês tudo, sem ser preciso dizer-te quase nada ;)

Quanto ao resto... sim; acho que sei.
Como creio que já encontrei a minha resposta.
Por isso é que me limito a olhar o luzeiro, sem nunca voltar atrás e persegui-lo...

Beijo*

Frankie disse...

PS: E, não querendo meter-me na conversa alheia, mas já o fazendo -já pensaste que, se a nossa bruxinha Akasha se lembra de ti sempre que vê imagens de meninas bonitas é porque tu és realmente uma menina bonita?! :)=

akasha disse...

Morgana é muito bonita e tu, menina Frankie, parece dama antiga. Semore que vejo aqueles filmes em preto e branco lembro-me de ti.
A Frankie é meu brigadeiro de chocolate branco com recheio de tamarindo.

Beijos pras duas.

PS: Vocês duas deviam sair para tomar um café juntas. Pena que eu não esteja aí para ter com as duas.;)

biazinha disse...

:D
Vim fazer uma visitinha.
Não tenho muita vontade de reabrir meu blogue. Já ajudo a Bat, Akasha e o Exterminador, e, de vez em quando o maninho me arruma alguns encargos extras. Fora a malta lusa meu blogue era freqüentado por gente boba e chata. Não era só aqueles cobardolas de merda que me maçavam, mas gente chata mesmo. Hoje em dia só falo absolutamente com quem gosto e não tenho que aturar gente boba.
Dia desses quando eu conversava com Maria ela até deu-me razão de eu ter saído. Jamais vou esquecer-me de minha fadona...e na quinta escrever-te-ei. Tá bão?

Beijinho.

PS: Acho que a Akasha tem razão: tu e Frankie deviam sair e tomarem um chá juntas. Gosto muito das duas, e penso que seriam boas amigas.

tecum disse...

Continuo a acompanhar-te (*_*) porque gosto da tua escrita - e há Rudolfo... e há Artaud... comuns - só que em silêncio. Enviei-te uns dois, três mails há uns tempos, não terás recebido talvez. Grata pelo recado deixado no nosso comum amigo, Carlos Peres Feio, no PSM.

Meu email: tecum@sapo.pt

e

http://novelosdesilencio.blogspot.com

***adorei ver-te no multiply :)))

bj-e

akasha disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
akasha disse...

____..___8"=, , 88, _.__________________
_____8""=""8'__"88a88'_______________
.._.;88m_a8___, 8""_"8________________
_"8"'__"88"__A"_____8;_____________
___"8, __"8___8_______"8, ___________
____"8___8, __8, _______"8__________
_____8, __"8, _"8, ______ 8, __________
_____"8, __"8, _"8mm""""""8m.__________
______"8, am888i"'___I3, mm"___________
______, 8"___8"__I3.m888"_____________
_____, 88P"""""I3I888888______________
_____"'_________"I888________________
__________________"I8________________
___________________"I8_______________
__________________"I8______________
______, mmeem.m""i, _I8""__, mmeem, '._
_______m""____._"8.8_I8__, 8"___.__"8_
_______i8__._'__, mi""8I8_, 8_._'__, 8"8
______88.'_, mm""____"8I88"m, , mm'"___8
______"8_m""_________"I8___""'_______
_______"8_____________I8_____________
______________________I8_____________
______________________I8""___________
______________________I8_____________
______________________I8_____________
____________________""I8_____________
______________________I8_____________
_____________________, I8_____________
_____________________, I8_____________
____________________, , I8_____________

akasha disse...

OI! Voltei!:P
Estava olhando os teus comentários, e não sou eu quem faz os links. Copiei os dois poemas do Alexandre Martins tal como estava no site.Em nota, ele pede para que divulgue o nome do autor e não retire os links, pois o mesmo tem participação nos lucros nesta loja de produtos esotéricos.
Poema que vale a pena ler em meu blog é o de Márcia Frazão que está em meu cantinho.Ela é a maior "autoridade" em Wicca aqui no Brasil, e o poema é(ou era) inédito na Internet. Essa autora tem um site em que há contos de sua autoria, invocações e rituais, mas seus poemas são para fins comerciais. Não é proibido colocá-los em blogue, contanto que se faça menção a autoria.
Os poemas que tem a tradução de Assírio Martins também são excelentes e já compilei vários para futuras publicações.

Beijinhos.*_*

Morgana La Folle disse...

Frankie,

Sim, eu calculei que soubesses, aliás, via-se logo que sabias :)

A Akasha e a Biazinha têm razão! Devíamos combinar sair. É uma pena elas não poderem vir também... Mas nós podemos :)

Beijo*

______________________

Akasha,

tens razão nisso do café. Vou desafiar a Frankie sim. E depois vou ter saudades tuas, mas ao menos terei com quem as dividir :)

O teu portal é um lugar a não perder!

Beijos, bruxinha. E obrigada pela flor***

_______________________

Biazinha!!!! :)

Que bom encontrar-te aqui.
Quanto ao blog... eu acho que podias reabri-lo sim! Essa gente boba, entretanto, já se habituou à ideia de que o blog não existe mais e se o reabrires talvez nem se dê conta.
Sabes, tenho saudades de ver as tuas fotos no template e as apresentações de slides que postavas. Era tão BIA, tudo o que lá tinhas. E bem me lembro, postavas poesia muito boa, e textos também. O blog era muito bom e tal como o teu mano, acho que nunca me vou conformar por estar fechado!

Beijos e saudades***

PS. Sim, vocês tem razão. Vou desafiar a Frankie. E tu vais fazer uma falta danada :(

________________________

Tecum :)

Andei afastada da net, se espreitares no outro blog notas isso mesmo (mas não o fechei, quero mesmo pô-lo a mexer tanto como este).
Mas nunca me esqueci de ti. Por isso perguntei ao cpf, lembrei-me que costumava encontrar-te por lá, tinha imensa vontade de saber de ti, talvez ele soubesse.
Estou muito contente por ter visto a minha tentativa dar bom resultado :)

E também por ter o teu email e o link de um blog. Vou já bisbilhotar um bocado!
LOL, quanto ao Multiply, não sei como é que fui lá parar:))) Depois apeteceu-me configurar aquilo muito ao meu modo - o que fiz, como viste. Aparece por lá, também gostava de te adicionar. Aquilo é giro mais pela partilha de fotos com os amigos.

Grande beijo para ti*

0.04 disse...

a luz, a nudez
rasgada
das trevas...

Vertigo disse...

Das trevas nasce a luz,e a luz,sempre às trevas regressa.

Profunda,tu.

Um beijo enorme*

Frankie disse...

Lá isso... ;)
Temos de combinar qualquer coisa, sim.

Um beijo para ti e outro bem repenicado para as nossas "meninas" Bia e Akasha ;) Vão fazer falta mas... quem sabe um dia, não é? :)

Morgana La Folle disse...

0.04

gosto de tudo o que é rasgado.
Custou, mas aprendi a ser, também eu, rasgada.

_______________________

Vertigo,

as trevas são o oposto da luz. A luz é o oposto das trevas... Daí que as duas partes formam um todo.
Quem se projecta como ser de luz, vive mergulhado no escuro. Quem se mostra em escuridão, é luminoso.
Esta é a forma simplória de dizer, (o célebre 50-50, que todos usam e entendem).
Mas as gradações são imensas... É muito interessante.

Outro, igual*

_______________________

Frankie,

vamos combinar sim! Apareço eu no teu e-mail, ou és tu que apareces no meu? :))) (Tanto faz! Vou ver se o teu está disponível, o meu está ;)

Beijo*

Frankie disse...

O meu não está porque eu sou uma chunga e anti-social ;)
Mas eu apareço no teu :)*

Beijo grande*

Lord of Erewhon disse...

Talvez ver seja sempre uma imobilidade qualquer - o olhar prende-nos ao mundo.

Dark kiss.

O exterminador disse...

O endereço do meu blogue mudou para:
http://oesquadraoantiplagio.blogspot.com

Beijo.*

mariazinha disse...

Rasgar dói mas é libertador. E é nas trevas que a luz faz mais sentido.

beijo grande*

Narcisse Foucquet de Roussy-Trioson disse...

Bem, também costumo andar por aqui, em silêncio ;p
Finalmente, depois de todo este tempo sem inspiração, consegui escrever algo mais e voltar à blogosfera.
Ah, também gosto muito do que escreves.

Dark Kiss

P.S. Acho que não... Tenho andado um bocado surdo...

Nilson Barcelli disse...

Mas que coisa complicada... experimenta fechar os olhos que verás a luz com maior facilidade...
Mas gostei das tuas palavras, como é óbvio.
Ainda que as trevas não existam, somos nós que teimamos em fabricá-las quando apagamos a luz...
Beijinhos.

0.04 disse...

* no escuro

Frankie disse...

Olá Fata! :)

Criei um novo blog; coisinha pequena… Fi-lo para me distrair um pouco e desanuviar do trabalho, que tem sido muito.
São as minhas Páginas soltas coisas que vou recolhendo, escrevendo ou que me ficam na memória…
Recolhi-as porque vi nelas algo de especial, que as fez destacarem-se do emaranhado de palavras e frases de cada uma das obras.
Deixo-as por lá, agora… juntamente com algumas fotografias muito “caseirinhas”.

É possível que nenhum de vós veja nelas o que eu vi (como é possível que vejam ainda mais) … mas, se nada virem, pensem que são apenas isso: páginas soltas, que o vento arrastou consigo e agora estão espalhadas à vossa frente.
Eventualmente, gostaria de utilizar um ou outro “excerto” teu, lá no meu cantinho (com a devida referência e link para cá).
Importar-te-ias?

Dark kiss*
Frankie
http://www.paginassoltas-galeria.blogspot.com/

Lady Alexiel disse...

Menina!

Só agora é que vi a fotografia do gato, ali no cantinho direito do ecrã!
Não sei como ele me escapou; é LINDO! E traz-me tantas recordações; o meu primeiro gato era assim, tal e qual...
Chamava-se "Biju" e tinha sido abandonado... Adoptei-o em pequenina e é com ele que tenho as minhas melhores memórias de infância... Era como se fosse uma parte de mim e acho que, perdê-lo, foi talvez o maior desgosto que já tive na vida (e olha que já perdi muita coisa!).
Por isso foi bom (quase que) reencontrá-lo aqui...

Um beijo imeeeenso*

biazinha disse...

Adoooooro um biju...tenho alguns aqui.
Frankie, Morgana deu o dedo mindinho pros blogues(trocou de mal) e está a fazer greves com os e-mails, ao menos comigo. Só falo com ela num site de relacionamento.
Aiai...tenho que tomar café e trocar a foto do meu perfil.

Beijos.

bat_trash disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
bat_trash disse...

Morgana:
Bora acompanhar a história da fada má. Tá no segundo capítulo.
Troca de bem com os blogues...;)
http://conversainutil.blogspot.com/

Bat Kiss.

Gotik Raal disse...

Morgana La Folle,

Aqui te deixo os meus votos, de
Um Muito Feliz Natal!

Um beijo, do
Gotik Raal

Ruela disse...

Sempre existirá uma luz ao fundo...



Bjs e Boas Festas.

eduardo disse...

Quase perdido. eis-me de visita a um Castelo que desconhecia mas que possue a marca da sua anfitriã.
Por isso não me perdi, apenas enveredei por outro atalho.

Parco em palavras me encontro. Taciturno e sombrio me arrasto tentando não tropeçar nos escolhos que me aparecem ao caminho.

De qualquer maneira, tento regressar aos velhos tempos descansando por aqui estes ossos já velhos do viajante que não quer perder o rumo.

Aproveito o ensejo para te desejar um Bom Natal e um 2009 cheio de sucesso.

Um beijo e um abraço aí por casa, s.f.f., rspectivamente.

Vertigo disse...

Mais do que um feliz Natal e um bom ano novo,desejo-te uma vida preenchida de tudo o que realmente importa.Um beijo enorme.

Morgana La Folle disse...

A todos os que aqui deixaram comentários, agradeço e retribuo com as minhas visitas :)

Feliz Natal!

***

Morgana La Folle disse...

Ah... já me ia esquecendo: consegui resolver os problemas de postagem no Claro Obscuro, portanto, os que costumavam passar por lá, podem retomar o trajecto, que é o que eu vou fazer também ;)

bat_trash disse...

Feliz Natal!

Beijos.

Delírios das Borboletas disse...

lindíssimo poema delirei com suas palavras.
beijos